Blog

Síndrome do olho seco causas, sintomas e tratamentos

Já esteve com seus olhos vermelhos e logo depois, vieram a coceira e a sensação de que os olhos estavam cheios de areia?

Embora pareça ser algo como, a Conjuntivite, esta sensação pode ser um dos sintomas da Síndrome do Olho Seco.

Neste artigo iremos alertar sobre os males da síndrome do olho seco e como tratá-la. Tenha uma boa leitura e vem comigo!

O que causa o olho seco?

Por se tratar de uma anomalia na produção ou na qualidade da lágrima que provoca o ressecamento da superfície do olho, da córnea e da conjuntiva.

A lágrima, ou filme lacrimal, é um líquido produzido pelas glândulas lacrimais.

Comporta por água, sais minerais, proteínas e gordura, com a função de lubrificar, limpar e proteger o olho das agressões causadas por substâncias estranhas ou micro-organismos.

Além disso, a síndrome do olho seco é uma condição que acomete especialmente as mulheres mais velhas e entre as causas da síndrome do olho seco destacam-se:

  • Função reduzida das glândulas lacrimais e perda do componente aquoso da lágrima como consequência do envelhecimento, de doenças sistêmicas e autoimunes (síndrome de Sjögren, artrite reumatoide, lúpus, etc.);
  • Uso de certos medicamentos, entre outros os antidepressivos, os antialérgicos, os betabloqueadores;
  • Evaporação excessiva provocada por fatores ambientais (ar condicionado, vento, clima quente e seco, fumaça, etc.) e
  • Anormalidades nas pálpebras.

Podendo causar desconforto, alterações visuais, entre outros, provocando alterações na composição ou produção das lágrimas que prejudicam a lubrificação dos olhos.

Sintomas da síndrome do olho seco

Os mais comuns sintomas da síndrome do olho seco é a ardência nos olhos, mas além deles, temos:

  • Coceira
  • Olhos vermelhos
  • Sensações dolorosas
  • Olhos pesados
  • Dor nos olhos
  • Visão embaçada (e só melhora depois de piscar algumas vezes)
  • Fotofobia (sensibilidade à luz)

Mas não se busque identificar seus sintomas e se auto medicar pelo Google.

O diagnóstico da síndrome do olho seco é basicamente clínico, precisando ter a consulta com um profissional adequado, para ter o devido tratamento.

Cuidando dos olhos secos:

O tratamento da síndrome é feito com a aplicação de lágrimas artificiais, ou seja, de lubrificantes oculares, sob a forma de colírio ou pomada.

Por meio deles, é possível aliviar os sintomas e, geralmente, não costumam ter efeitos adversos.

Pessoas com a síndrome dos olhos secos podem necessitar de cuidados especiais para adaptar-se ao uso de lentes de contato.

E os quem possui a síndrome do olho seco precisa de um acompanhamento oftalmológico mais frequente.

Sem tratamento, podem ocorrer lesões na córnea que comprometem a qualidade da visão temporária ou definitivamente, por isso é importante manter o cuidado com os olhos.

E você? Já sentiu algum dos sintomas da síndrome do olho seco com frequência e não sabia? Aproveite para tirar suas dúvidas, mas não se esqueça de ir ao oftalmologista!

Related Posts

Leave a comment