Blog

Ceratocone, o perigo de coçar os olhos

Foto Reprodução

É comum coçar os olhos, seja por uma irritação ou por costume, mas o que muitos não sabem é que tal hábito pode ocasionar em uma mudança na estrutura da córnea. 

Se você não sabia dessa possibilidade, confira neste post as principais informações a respeito da ceratocone, desde os sintomas até o tratamento, tenha uma boa leitura!

O que é a ceratocone?

É uma doença que muda a estrutura da córnea, podendo deixá-la mais fina e curvada, lembrando o formato de um cone (por isso o nome). 

A córnea funciona como uma lente fixa sobre a íris, a área colorida dos olhos, e, através da pupila, projeta a luz sobre a retina. 

As alterações na transparência e curvatura da córnea podem comprometer a visão. O defeito do ceratocone impede a projeção de imagens nítidas na retina e pode promover o desenvolvimento de grau elevado de astigmatismo irregular e miopia.

A ceratocone ocorre pela junção de dois fatores: genética (fragilidade da estrutura da córnea) e impacto do ambiente (principalmente o hábito de coçar os olhos).

Quando coçamos os olhos, o movimento quebra mecanicamente estruturas importantes da córnea, que vai ficando mais mole e por isso afina e se curva. No início da doença, a pessoa pode não sentir nada, por isso o diagnóstico acaba sendo tardio.

Identificando os sintomas:

O primeiro sinal é a perda progressiva da visão, com alterações, que se torna borrada e distorcida (tanto para longe quanto para perto).

Além deles, outros sintomas como sensibilidade à luz (fotofobia), comprometimento da visão noturna, visão dupla (diplopia), formação de múltiplas imagens de um mesmo objeto (poliopia) ou de halos ao redor das fontes de luz.

O diagnóstico do ceratocone:

A avaliação inclui o exame na lâmpada de fenda, um aparelho que permite analisar o olho em detalhes desde a camada externa da córnea até o nervo ótico.

Alguns exames complementares, como topografia computadorizada da córnea, paquimetria corneana e a tomografia computadorizada, por exemplo, são úteis para confirmar o diagnóstico, avaliar a progressão da doença.

É sempre importante estabelecer o diagnóstico diferencial com outras doenças dos olhos que podem atingir a córnea. Quanto antes for identificado, melhor será a resposta ao tratamento.

O tratamento:

A partir do diagnóstico de ceratocone, alguns dos tratamentos que podem ser feitos, como usar óculos e lentes de contato e fazer a cirurgia para correção ou transplante da córnea. 

Tudo isso precisa ser feito por um profissional especializado. Uma vez que se não tratar, a doença continua a evoluir podendo precisar até de um transplante. Por isso é importante o diagnóstico precoce. 

Sendo assim, a sugestão é ao invés de coçar em cima do globo ocular, é melhor apertar a bolinha no canto dos olhos próximo ao nariz. Isso alivia a coceira e não prejudica tanto os olhos. 

Outras sugestão é usar colírio lubrificante no momento que o olho está coçando.

Vale lembrar que coçar os olhos é um péssimo hábito. Uma vez que a mão suja pode estar contaminada e resultar em uma conjuntivite. 

Ao coçar os olhos mecanicamente você pode favorecer a progressão do ceratocone, ou até causar a doença, sendo assim, abandone este hábito! 

Espero que aproveite as nossas dicas e não deixe de cuidar dos seus olhos e sua visão!

Related Posts

Deixe um comentário