Blog

A tecnologia tem  Por que a cirurgia refrativa nem sempre é a melhor opção? Conheça os riscos!

Se você usa óculos de grau com regularidade, certamente já pensou que a cirurgia poderia ser uma boa opção para deixar de usar o óculos, não é mesmo? 

Mas o fato é que apesar de oferecer uma solução para os problemas retroativos de muitas pessoas, a cirurgia nem sempre é a melhor opção para todos. 

Isso porque, assim como qualquer outro tipo de procedimento, a cirurgia refrativa possui diversos riscos e conhecê-los é fundamental, na hora de tomar a decisão de continuar usando óculos ou não. 

Para te ajudar a entender a respeito deste assunto, no artigo de hoje,

vamos falar sobre o que é, e quais são os principais riscos da cirurgia refrativa. E porque os óculos de grau são a melhor opção na maioria dos casos. Confira!

O que é cirurgia refrativa?

A cirurgia refrativa, conhecida popularmente como “cirurgia nos olhos” é um procedimento cirúrgico, com o objetivo de corrigir erros de refração. Entre os mais comuns estão a miopia, astigmatismo e hipermetropia.

Para conhecer mais a respeito dos principais problemas de visão, acompanhe também o artigo que preparamos aqui em nosso blog: 
Distúrbios de visão: Quais seus principais sintomas?

Este tipo de procedimento (cirurgia refrativa) vem sendo amplamente estudado e aprimorado ao longo dos anos, para que que seja mais seguro e eficaz. 

No entanto,apesar de todos os avanços da tecnologia, assim como qualquer cirurgia ela também possui diversos riscos.   

Para quem não é recomendada a cirurgia?

De acordo com especialistas, a cirurgia refrativa não é indicada para pacientes que possuem as seguintes doenças: 

  • Ceratocone;
  • Ambliopia;
  • Lúpus;
  • Artrite reumatóide;
  • Diabetes; 
  • Glaucoma; 
  • Herpes Ocular. 

Como a cirurgia refrativa é feita? 

Entre as cirurgias refrativas mais comuns estão: 

Lasik: Durante este tipo de procedimento é usado uma ferramenta que permite levantar uma pequena aba na parte superior da córnea. E posteriormente é feita a aplicação de laser na região interna da córnea, para corrigir o erro de refração; 

PRK: Neste procedimento, é usado o mesmo tipo de laser da Lasik (Excimer Laser). Durante a cirurgia a laser, é retirada uma fina camada externa da córnea. Logo a após a exposição da córnea, ela recebe o laser para ser corrida. 

Para saber qual a cirurgia mais indicada, é necessário antes de mais nada passar em consulta com o oftalmologista. O profissional deverá solicitar uma série de exames para determinar a viabilidade do procedimento.  

Quais os principais riscos?   

Embora a cirurgia refrativa seja considerada mais segura atualmente, quando falamos em procedimento cirúrgico, é sempre importante ressaltar os riscos. 

Entre os principais riscos estão a possibilidade de haver um grau residual, nesses casos é necessário continuar tendo que usar óculos ou lentes, mesmo após a cirurgia. 

Outro risco, é o de traumas oculares, como cicatrizes e até mesmo descolamento de retina, em casos mais raros. Por se tratar de uma cirurgia, existe também o risco de infecção.   

Os óculos de grau são a melhor opção!

Como você pode observar ao longo do artigo, a cirurgia refrativa apesar de oferecer benefícios, pode também ocasionar diversos riscos a saúde ocular do paciente. Nesse sentido, a fim de evitar possíveis riscos e problemas ocasionados em função da cirurgia, o óculos de grau é a melhor opção.

Hoje em dia, com os avanços da tecnologia, os óculos tem se tornado acessórios cada vez mais versáteis e confortáveis. Com cores, formas, armações e lentes mais duradouras e eficientes. 

Aqui na Ótica da Gente você encontra as melhores grifes do mercado, e o melhor com um preço que cabe no seu bolso! Venha até uma de nossas unidades e escolha a opção de óculos de grau perfeita para você.     

Related Posts

Deixe um comentário